Mais um livro da autora Brasileira Paula Pimenta, “Cinderela Pop” é uma versão inspirada no clássico conto de fadas e ganhou adaptação nos cinemas esse ano com a presença de Maísa no papel da protagonista. O livro conta com uma leitura fácil e com a escrita encantadora da autora, se você gosta de romances é possível que leia o livro em apenas um dia e vai se encantar com a história!

Cíntia Dorella (Maisa Silva) tem 17 anos e está no último ano do ensino médio, no ano anterior a personagem vê sua vida perfeita virar de cabeça para baixo após seu pai (Macelo Valle) trair sua mãe Miriam Freeland) com a secretária dele, assim causando a separação dos dois. Em seguida sua mãe recebe uma proposta para trabalhar no Japão e Cíntia vai morar com sua tia. Cíntia ama música de paixão e aos finais de semana trabalha como DJ até a meia noite e por isso ganhou o apelido de Cinderela DJ.

                                                                     (foto via saraiva)

Devido a um probleminha na escola ela se vê numa situação complicada em que a única pessoa que possa resolver é seu pai, mas em troca ele pede que a garota compareça na festa de quinze anos de suas “irmãs”, filhas da sua nova Madrasta (Fernanda Paes Leme), acontece que ela já tem um compromisso, vai trabalhar em uma festa nesse mesmo dia. A festa em questão tem como tema “Baile Real” e a garota vai fantasiada de rainha de copas e coloca uma máscara para que ninguém a reconheça. O cantor Freddy Prince também vai participar da festa com um pequeno show, o que não deixa Cíntia muito animada, já que não é tão fã assim do garoto.

No decorrer da festa a personagem se vê conversando com um rapaz, que também se encontra mascarado, se apresentando por Frederico (Felipe Bragança) e Cíntia fica encantada pelo rapaz. Quando chega à meia noite, a personagem troca de roupa e se mistura com as demais meninas, e o show de Freddy começa, e para surpresa de Cíntia, adivinha quem é o cantor? O príncipe mascarado.

Seguindo uma linha fiel ao livro o filme também tem algumas diferenças, como Freddy e Cíntia não se conhecerem antes, além do empoderamento feminino onde uma blogueira, chamada Belinha (Giovana Grigio) mostra para melhor amiga de Cíntia que ela não pode ficar se colocando para baixo por conta de um garoto. Em quesito de produção o filme ficou incrível e a fotografia está muito bonita, sem contar a trilha sonora que conta com a música ‘O sol’ de Vitor Kley. O filme segue uma faixa etária para todos os públicos fazendo com que todas as idades torçam para o final feliz da personagem.

Notícias relacionadas