16 de julho de 2020
Clipe
ENTREVISTA | Bryan Behr conta sobre seu novo álbum “Simples” e suas inspirações

Bryan Behr acaba de lançar seu novo álbum ‘Simples’. O projeto traz uma versão intimista das músicas do cantor em voz e violão em oito faixas.

Em seu terceiro álbum o cantor fala sobre as coisas mais simples da vida e sobre ter esperança. O Conexão POP conversou com Bryan que contou suas inspirações e qual mensagem quer deixar para seus fãs.

CP: Conta pra gente qual foi o processo de composição e produção do seu primeiro disco A Vida é Boa?

Bryan Behr: O processo de composição e composição foi incrível. Acabei de lançar o disco simples com versão voz e violão das músicas do disco ‘A vida é boa’. E eu posso te dizer que é muito mais tranquilo gravar as versões voz e violão, porque é uma coisa que já vem comigo já e é muito mais natural, eu componho as músicas nesse formato de voz e violão. Então, pra produzir o disco ‘A vida é Boa’ foi muito desafiador, porque são infinitas possibilidades de produção de uma música, né? Então foi uma descoberta para mim no estúdio. Eu pude contar com dois produtores incríveis também que foram o Juliano Cortoar e o Fernando Lobo que produziram o disco junto comigo e levaram o disco pra um conceito um pra um lugar muito especial para mim. O disco  conversando com muitas pessoas e está sendo muito lindo e agora, com as versões voz e violão está sendo mais legal ainda.

CP: Você escreveu mais de 150 músicas para o seu primeiro disco. Como foi pra filtrar tudo e escolher as 11?

Bryan Behr: Então, eram 150 músicas pra filtrar tudo isso, nós ficamos 3 dias tocando, eu toquei todas as 150 músicas para o Juliano e pro Fernando, que me ajudaram a produzir o disco. E foi muito desafiador porque obviamente muitas músicas que nós gostávamos pra caramba tiveram que ficar de fora. E nós já tínhamos vários discos gravados ali, né? São 150 faixas, isso dá quase 15 discos! Então, nós fizemos com muita cautela e com muito carinho a escolha dessas 11 faixas, ter 150 músicas fez com que a gente tivesse a possibilidade de criar um disco muito rico, não se de arranjos, mas de instrumentos e muito mais, de histórias e mensagens que as músicas passam.

CP: Quais artistas inspiram a sua sonoridade?

Bryan Behr: Eu acho que cada trabalho tem uma referência, sim. E cada trabalho eu tive uma inspiração, e pra esse disco a gente ouviu muito dentro do estúdio Amos Lee, Jason Mraz e James Morrison, esses três artistas foram muito ouvidos na hora de produzir as faixas.

CP: O videoclipe de Da Cor da Girassol mostra uma paisagem linda e sempre na voz e violão. Esses visuais casam bem com seu tipo de música. Isso é intencional?

Bryan Behr: Esse clipe em especifico de ‘Da cor do girassol’ a gente quis muito trazer a mensagem da música também pro clipe. Então, Começamos a filmar com o primeiro momento de luz do dia aonde ainda tá bem escuro e termina com o nascer do sol atrás dos Morros de Timbó de Santa Catarina. A gente quis passar essa mensagem de que por mais de tudo pareça estar perdido, que a gente as vezes está vivendo um período difícil e parece que não ter fim esse sofrimento, a música, a mensagem e o clipe vem pra mostrar que a gente precisa ter fé e paciência pra enfrentar esses momentos, no final tudo vai ficar bem. Posso te dizer que é intencional sim esses cenários, principalmente o ‘Da cor do Girassol’ que fala de um jeito tão bonito a mensagem da música.

CP: O que você tem feito durante a quarentena?

Bryan Behr: Durante a quarentena eu estou tentando compor, organizar minhas músicas, organizar meus projetos também que eu tenho pro futuro. Tenho tentando pintar também, que é um hobby que eu gosto muito. Faço chamada de vídeo com meus amigos, resolvendo as coisas de casa e cuidando bastante da minha saúde mental, acho que é um período em que estamos muito reflexivos, introspectivos e acho que é um ponto muito importante a se levantar e discutir.

CP: Apesar da quarentena, os artistas continuam trabalhando como nunca. Quais são seus planos para esse semestre?

Bryan Behr: Nós queremos muito divulgar esse álbum simples, para que esse disco com as versões voz e violão cheguem cada vez para mais pessoas. E pensar nos projetos futuros, não sei se posso compartilhar muito ainda, ainda é segredo, estamos pensando em como vai ser feito, mas com certeza quem me acompanha vai ter muita novidade antes do ano acabar e vai ser bem legal.

 

Você já pode escutar o cantor em todas as plataformas digitais.

Publicado por



Posts Relacionados