14 de agosto de 2020
Entrevista
ENTREVISTA | Ally Brooke fala sobre a produção de seu livro, inspirações latinas e fãs brasileiros

Atenção! Chamando todos os fãs da Ally Brooke, pois a artista bateu um papo super legal e exclusivo com o Conexão POP.

A norte-americana, que muitos tiveram a chance de conhecer ainda no girlgroup Fifth Harmony, lançou, há um mês, o videoclipe de seu último single “500 veces”, uma parceria com Messiah. Ally está se aventurando nas canções optando por trazer uma pitada latina ao cantar alguns trechos em espanhol e abusar dos toques.

Através da plataforma “Zoom”, o Conexão POP teve a oportunidade de conhecer ainda mais a cantora e falar sobre a carreira solo da artista. No entanto, é claro que o Brasil não podia ficar fora da conversa. Acompanhe a entrevista:

Como está sendo a sua quarentena?

Minha quarentena está sendo louca, é uma jornada e está sendo difícil. Eu estava em turnê e ter isso agora é meio triste, mas fico feliz porque estou tendo a oportunidade de estar bem ocupada durante este tempo. Estou produzindo músicas, fazendo shows virtuais e isso está sendo ótimo. Eu também terminei meu livro “Finding Your Harmony”, então está sendo incrível.

Como foi o processo do livro?

É um processo desafiador, pois você precisa dedicar muito tempo e ter a certeza de que todas as páginas estão perfeitas. Eu sou uma pessoa perfeccionista, então foi algo muito mais difícil, pois eu estava procurando a perfeição em todas as palavras.

Também difícil porque você precisa lembrar de momentos ruins, tristes, mas também ter memórias lindas. É muito bom escrever e eu estou muito orgulhosa disso, acho que é a coisa que eu mais fiquei orgulhosa e mal posso esperar para as pessoas lerem e se inspirarem com isso.

Como você teve a ideia de cantar em espanhol?

Bom, eu escutei a música e me apaixonei. Claro que eu também gostei por ser em espanhol e ter a oportunidade de mostrar mais um pouco é incrível. Trabalhar com o Messiah foi muito mais legal, juntos criamos isso e o videoclipe já tem mais de 10 milhões de visualizações. Espero que as pessoas continuem ouvindo e dançando muito.

Sua família foi uma inspiração para começar a cantar em espanhol?

Sim, meus pais e meus avós foram uma inspiração. Minha família inteira, pois temos orgulhoso de onde viemos [México]. Poder representar isso em uma música é incrível. Eles amam quando eu canto em espanhol, eles ficam dizendo ‘mais, mais, mais’.

Você também possui inspirações em cantores latinos?

Sim! Eu amo todos desde Shakira, Natti Natasha, Karol G até Bad Buuny. Posso fazer música por causa deles, pois eles estavam aqui antes e quem sabe um dia eu possa fazer alguma colaboração com eles.

E sobre artistas brasileiros? Você conhece algum?

Sim! Eu conheço Iza, Anitta e Simone & Simaria. Seria incrível poder fazer uma colaboração com elas.

Você se apresentou no “Premios Juventud” e fez uma homenagem para a Selena Quintanilla. Qual foi a sensação?

Bom, estar no prêmio foi incrível, é uma das maiores premiações latinas. Quando eles me pediram para participar eu fiquei tão feliz, especialmente por poder fazer uma homenagem para Selena – minha artista favorita. E poder cantar com Natti Natasha, Danna Paola, Greeicy é maravilhoso, elas são incríveis.

Você começou sua carreira solo com “Low Key”. Para você, qual é a maior diferença entre a Ally de “Low Key” para a Ally de “500 Veces”?

Acho que a maior diferença é que agora eu estou muito mais confiante, tenho coisas maravilhosas para mostrar. Eu finalmente me encontrei, em “Low Key” eu estava me apresentando e agora eu sei quem sou. Sinto que meus fãs me conhecem agora e eu me sinto mais confiante para ser eu mesma. Estou muito feliz com isso e com todo o amor que eu recebo ao redor do mundo.

Você esteve no Brasil muitas vezes, mas o que você mais lembra daqui? 

Os fãs, meu Deus! Os fãs são incríveis, eles são fora deste mundo, tão incríveis, de um nível diferente. Eles são cheios de amor, paixão, todas essas coisas bonitas e eu os amo. Eles são os melhores fãs do mundo. Então é isso que eu lembro agora, assim como a comida – eu sinto muita saudade do brigadeiro, pão de queijo, a carne… 

Você pode falar algo para os seus fãs brasileiros?

Meu Deus, meus fãs brasileiros… Eu os amo muito, obrigada por todo amor e apoio em tudo que eu faço, por acreditarem em mim, por dançarem e cantarem as minhas músicas. Por tudo, significa o mundo para mim e vocês são a razão por eu estar onde estou hoje. Eu estou muito feliz, então muito obrigada! ‘Eu te amo muito’ e Deus abençoe vocês.  

Ainda na entrevista, a Ally arriscou o português e fez um meme brasileiro. Assista:

View this post on Instagram

A cantora @allybrooke falou sobre os fãs brasileiros, arriscou algumas palavras em português e fez um meme brasileiro! Confira:

A post shared by Conexão POP (@siteconexaopop) on

 

 

Publicado por



Posts Relacionados