12 de Abril de 2019
Livros
Resenha: Dama da Meia-noite

Lançado em 2016 o livro Dama da Meia-Noite” é o primeiro livro da trilogia Artificio das trevas, escrito pela autora Cassandra Clare, que também é autora da série “Os instrumentos mortais e as Peças infernais”. Nesse livro vamos conhecer Emma Carstairs, que agora está com 17 anos. Emma Cartairs não acredita que a morte dos pais foi do mesmo jeito que dizem ser, ela acredita que há algo mais por trás disso tudo. Isso faz com que ela queira vingança. Já Julian, seu melhor amigo e seu paratabai, foi marcado de outra forma com os acontecimentos do passado, agora cinco anos depois ele foi o único que ficou encarregado de cuidar de seus irmãos.

‘’Todo mundo é mais que alguma coisa, somos mais do que ações individuais que cometemos, sejam elas boas ou ruins.’’ – Dama da Meia noite.

No decorrer do livro outras mortes acontecem, e a personagem acredita que todas tem ligações com a morte de seus pais, por conta de marcações nos corpos, que ninguém sabe o que significa. Sendo assim, o povo das fadas fazem um acordo com Julian, para descobrirem quem é o assassino que vem matando fadas e humanos. Então Emma, Julian e seus irmãos começam a desvendar esse mistério das mortes.

A autora escreveu esse livro de uma forma que até aqueles que não conhecem esse mundo de caçadores de sombras irá conseguir entender. A estória é cheia de emoções com bastante personagens novos e legais, e outros já conhecido, como Clary e o Jace.

O livro já conta com a continuação “Senhor das Sombras” (2017) e o seu desfecho “Rainha do ar e da escuridão” publicado esse ano pela a galera Record

           

Publicado por

é apaixonada por livros e How i met your mother



Posts Relacionados