25 de Janeiro de 2020
Conecte-se
CONECTE-SE | Conheça o duo 2STRANGE

Formado por Bobby Banks, de 22 anos, e Dani Boy, de 20, o duo 2STRANGE é uma mistura de rap e R&B. Filhos de pai italiano, executivo de companhias aéreas, e mãe brasileira, os irmãos nasceram em países diferentes (Dani em Boston, nos Estados Unidos, e Bobby em São Paulo), mas compartilham em comum diversas experiências pelo mundo e o amor pela música.

Vistos como uma das apostas da Warner Music, os meninos já contam com single produzido por Papatinho, “Seu Olhar”, e parceria com Alok na música “Baianá”, tema do Brasil na Copa do Mundo de 2018.

O Conexão POP bateu um papo com a dupla, que falou sobre futuros projetos, inspirações e experiências. Vem ver!

CP: Qual o significado por trás do nome do duo?

2STRANGE: A gente escolheu esse nome porque somos duas pessoas e, também, por querer passar essa vibe estrangeira. Por isso “2” e “STRANGE”.

CP: Vocês são filhos de pai italiano e mãe brasileira, e nasceram em países diferentes um do outro. Como é isso pra vocês?

2STRANGE: É uma honra ter tido a oportunidade de conhecer várias culturas diferentes por causa dos nossos pais. Inclusive, a gente quer implementar isso na nossa música, para mostrar tudo aquilo que nós tivemos a oportunidade de viver.

CP: Vocês moraram nos Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Japão e, claro, no Brasil. Imagino quantas coisas vocês já não viveram por aí, né?!

2STRANGE: Sim! E buscamos inspirações nisso, como dissemos. Quem trabalha com arte acha inspiração em qualquer coisa. Então, para nós, ter morado em tantos lugares e ter conhecido culturas novas sempre alimenta a nossa criatividade. Com certeza, se não tivéssemos vivido isso, não faríamos o tipo de música que fazemos hoje.

CP: Você já trabalharam com Papatinho e Alok. Inclusive, “Baianá” foi um sucesso durante a última Copa do Mundo. Como foi colaborar com esses artistas e como surgiu a ideia?

2STRANGE: Foi uma sensação completamente única. Imagina você ter a oportunidade de estar com pessoas que você vê como mestres naquilo que fazem. A gente teve a chance de trabalhar com gente que está nisso há anos, e sempre agindo da melhor forma possível. Tivemos muito a aprender com isso.

E a ideia surgiu com experiências de vida e, claro, por estar no lugar certo e conhecer as pessoas certas. No ramo da música, tudo é muito orgânico. Se você se dá bem com uma pessoa, vocês começam a fazer arte e tudo passa a se encaixar.

CP: Aliás, vocês gostam de futebol?

2STRANGE: Sim, amamos futebol. Talvez seja essa a nossa segunda paixão. A gente sempre fez futebol e música ao mesmo tempo, seguindo os dois ramos juntos. Mas acabou que nós fomos mais pro lado musical, apesar de amarmos os dois.

CP: Vocês acabaram de lançar um novo single! O que vocês têm dizer sobre “Visão”?

2STRANGE: “Visão” acabou de ser lançada e conta com a colaboração de dois produtores, Andre Nine e Nox. É uma canção que veio pra quebrar tudo, trazendo uma mistura de português com inglês.

CP: Além da nova música, qual o próximo projeto em mente pra 2020? Pretendem colaborar com mais algum artista?

2STRANGE: A gente sempre está disposto e indo atrás de colaborações. Acreditamos que é assim que vai pra frente, conhecendo pessoas novas e fazendo novas parcerias. Então, não podemos dar muitos detalhes do que vem por aí, mas podemos garantir que vai ter muita coisa boa.

É essencial fazer som com artistas diferentes, até porque buscamos crescer mais no cenário brasileiro, não só lá fora. Por isso, é importante conhecer a galera que está em cena e pode fazer isso ir além.

CP: Vocês têm várias canções em inglês e português. Pensam em lançar alguma coisa mais puxada pro italiano, de repente?

2STRANGE: Lógico! A nossa ideia é fazer vários sons em línguas diferentes no futuro e, quem sabe, sermos os primeiros artistas a realmente conseguirem isso. Mas, por enquanto, estamos focando mais aqui no Brasil, para criar e fortalecer nossa fan base. Depois a gente vai pensar mais no exterior.

CP: Como é pra vocês serem irmãos e trabalharem juntos? Vocês brigam muito?

2STRANGE: De todas as pessoas que conhecemos, somos os irmãos que mais fazem coisas juntos. Fazemos tudo, somos inseparáveis. Para falar a verdade, foi meio que natural trabalharmos juntos. Mas, como todo irmão, brigamos sim. Só que no final do dia voltamos a estar um ao lado do outro para qualquer coisa que aconteça.

E isso se deve muito aos nossos pais, que nos criaram como se fossemos gêmeos. Então, desde pequenos sempre fomos assim.

CP: Inspirações e estilos são coisas que sempre mudam. Como vocês definem o estilo do 2STRANGE hoje?

2STRANGE: Uma coisa que a gente aprendeu com a oportunidade de ter vivido em países diferentes foi perceber que a vida muda, nada fica parado. A nossa ideia é mostrar que o 2STRANGE é ser o que você realmente quer ser. Não tem essa de ficar na mesma e fazer uma coisa só. Temos sempre que tentar evoluir e melhorar aquilo que  estamos fazendo.

CP: Se vocês pudessem definir o duo em uma palavra, qual seria e por quê?

2STRANGE: Para mim, Dani Boy, a palavra seria “diversidade”. Já eu, Bobby Banks, diria “único”.

Gostou? Então confira as músicas do duo e escolha sua favorita!

Publicado por

Jornalista recém-formada apaixonada por música, cinema, viagens e esportes.



Posts Relacionados